#NasTelonas 2015

#NasTelonas – Minions

Oi gente!

Hoje o post de cinema é mais uma participação super especial da @malicesv_ !

Vamos ver o que ela falou do filme sobre os nossos amarelinhos favoritos?

Vamos falar sobre: Minions! Essa semana o longa dos assistentes do nosso malvado favorito Gru finalmente chegou às telonas. Se vocês já viram os trailers e teasers vocês sabem que a história dessas adoráveis criaturinhas amarelas começa beeeem antes deles conhecerem o Gru.

O filme nos mostra como eles surgiram, e que desde o início dos tempos o objetivo deles era servir à criatura mais malvada que eles pudessem encontrar. Mas, por algum motivo completamente desconhecido e misterioso (aka o fato dos Minions serem incrivelmente desastrados), eles não conseguem manter um chefe por muito tempo, pois algo sempre acaba dando errado.

Depois de anos mudando de chefe, eles resolvem se isolar em uma caverna. No início eles viviam bem entre eles, alegres e brincalhões, mas depois de algum tempo eles começaram a sentir um vazio por não terem um vilão para servir.

stuart_kevin_bob_minions_2015

Kevin é o minion que tem a iniciativa de sair da caverna e buscar alguém que toda a tribo pudesse servir. Stuart é um minion que é meio desligado, e enquanto Kevin procura por algum voluntário para ir à jornada com ele (que não fosse o Bob), outro minion voluntaria Stuart, pois ele estava dormindo. Ele não fazia ideia do que estava acontecendo, mas gostou do fato dos seus amigos estarem gritando seu nome. E então temos Bob, que assim que Kevin pediu por voluntários se animou e ofereceu para acompanhá-lo, e claro que ele não seria uma escolha porque Kevin achava que ele era fraco demais para a jornada, mas por causa de seu entusiasmo e persistência (e falta de outros minions voluntários), ele acaba por convencer Kevin a levá-lo junto.

A história começa a se desenvolver mais quando o nosso trio Kevin, Stuart e Bob chegam a New York no ano de 1968. Nesse cenário podemos ver que mesmo isolados durante anos, os minions se adaptam rapidamente as novas tecnologias como a televisão e escadas rolantes.

Depois de NY, eles seguem para Orlando (já aviso que a imagem que você possivelmente tem de Orlando na cabeça definitivamente não chega perto da imagem que aparece no filme). Em Orlando eles vão para uma convenção de vilões onde acabam por conhecer Scarlet Overkill e a acidentalmente provar que eles merecem trabalhar para ela.

Após serem contratados, eles vão para a Inglaterra (e avisam o resto da tribo dos minions para os encontrarem lá), e é lá que conhecemos o castelo onde Scarlet mora, e também Herb, seu marido e inventor designado.

O grande plano e Scarlet, e primeira tarefa que ela dá para Kevin, Stuart e Bob, é bem simples: roubar a coroa da rainha. Como vocês já devem imaginar, o plano de Scarlet não sai bem como planejado, já que os encarregados são os minions, e é a partir daí que o resto da história se desenrola.

Achei no geral um filme bem legal, mas esperava rir mais. O filme, para mim, foi bem mais fofo do que verdadeiramente engraçado. O tipo de história seguiu uma linha Universidade Monstros, onde o final não dá abertura para continuações, já que elas seriam Meu Malvado Favorito, Meu Malvado Favorito 2, e Meu Malvado Favorito 3 (marcado para chegar aos cinemas em 2017).

casal_minions_vladmir_adriana_2015

Todo mundo que me conhece sabe que eu sempre prefiro os filmes legendados, pois gosto de assistir ao filme em sua linguagem original. Minions não foi uma exceção, queria muito ouvir a Sandra Bullock como Scarlet Overkill. Porém, como na maioria das vezes, nos cinemas tinha apenas cópias dubladas. Admito  que, apesar de através da dublagem perdermos alguns sotaques e piadinhas gostei muito do trabalho da Adriana Esteves e do Vladmir Brichta, que não só são um casal na vida real, mas dublam Scarlet Overkill e Herb Overkill, foi o primeiro trabalho de dublagem para ambos, que estão de parabéns!

Eu sei que Minions não é Meu Malvado Favorito, mas uma coisa de que acabei sentindo falta foi a trilha sonora. Não me levem a mal, a escolha de músicas foi muito boa, porém senti falta de uma trilha original composta por Pharrell Williams, que foi muito cativante tanto no primeiro MMF (amo Prettiest Girls e Minion Mambo) quanto em MMF2 (uma palavra: HAPPY).

Existem alguns buracos na história tanto em relação as histórias de MMF, quanto aos próprios trailers de Minions.

Se o filme vale a pena? Vale, é um filme divertido de assistir (especialmente com crianças!), mas confesso que não assistiria novamente no cinema e não compraria logo que saísse (como provavelmente vai acontecer com Divertida Mente). Especialmente se você é do tipo de pessoa que não é tão fã de cinema (ou de animações, ou até mesmo dos Minions), talvez você prefira esperar que ele saia no Netflix.

Enfim, esse é o fim do post ;p

Então? Gostaram?

Já assistiram ao filme?

Conta aí em baixo!

Até a próxima!

Carol

Olha só esses aqui também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.