#emBH #NosPratos 2019

Um tour através de uma taça de vinho

World Wine e Descorchados em BH

Bom dia, boa tarde e boa noite!

Hojeo post é sobre uma das coisas que adoro: gastronomia. Além disso de gostoso, com certeza é ainda mais especial porque tem vinhos!!

Todo ano a Descorchados lança um guia de pontuação de vinhos brasileiros, chilenos, uruguaios e argentinos, e este ano eles organizaram junto com a World Wine, um evento mega especial: o Degusta Descorchados 2019.

O evento aconteceu na Adega Steakehouse (Av. do Contorno, 8.831, Gutierrez, Belo Horizonte), no dia 11/04.

Foi uma oportunidade incrível de conhecer um pouquinho mais de das adegas que foram pontuadas pelo Guia Descorchados. As adegas escolhidas para integrarem o evento em BH foram:

Altos Las Hormigas – Argentina

Reprodução: Site oficial Altos Las Hormigas

O destaque do Alto Las Hormigas é o Malbec. Apresentaram 6 variedades, tanto aquelas envelhecidas em cimento quanto as envelhecidas em madeira, passando por diversas variedades de envelhecimento.

Além disso, os vinhedos ficam na região de Mendoza, uma das mais conhecidas da Argentina na produção de vinhos.

Olha só quantos vinhos!

Os sabores dos vinhos apresentados eram bem frescos, apresentando uma seleção de sabores minerais muito leves. Uma delícia!

Os principais rótulos são o Alto Las Hormigas e Colonia Las Liebres, sendo que este segundo ganha destaque pela uva Bonarda.

Mais um pouco…

Especialista em Malbec, a vinícola estabelecida em Mendoza – e que conta com o renomado enólogo italiano Alberto Antoniniem sua equipe – se dedica a revelar o melhor da uva ícone da Argentina. Fundada em 1995, Altos Las Hormigas é uma das pioneiras na produção vitivinícola biodinâmica, contando com vinhedos orgânicos, respeitando ao máximo sua biodiversidade e se mantendo fiel às origens da produção vitivinícola, entregando rótulos que traduzem com beleza a expressão “da natureza direto pra garrafa”. O resultado desse cuidado se traduz em vinhos frescos, naturalmente elegantes e saborosos, com madeira e acidez em perfeita harmonia, tal e qual a biodiversidade dos locais onde nascem.

Finca Sophenia – Argentina

Vinícola Finca Sophenia – Reprodução: Vinhos em Pauta

A Finca Sophenia trouxe pra BH uma seleção bem diversificada de vinhos, de diferentes regiões da Argentina. As vinícolas estão localizadas nas regiões de Gualtallary, Tupungato e Mendoza.

Os rótulos da vinícola são:

Eles apresentaram um pouco de diferentes rótulos (no evento de BH foram: Altosur, Estate Wine e Syntesis).

Mais um pouco…

Finca Sophenia tem a seu favor – além da localização invejável de seus vinhedos, que ficam aos pés da Cordilheira dos Andes – a expertise de um dos maiores nomes da vitivinicultura do país, Roberto Luka, incansável embaixador dos vinhos argentinos e ex-presidente da Wines of Argentina, principal órgão à frente da exportação de vinhos do país.Ao lado de Gustavo Benvenuto, Luka produz alguns dos melhores vinhos da região, com altíssimas pontuações e excelente relação qualidade/preço.

Cono Sur – Chile

A Cono Sur apresentou grande variedade de uvas, principalmente vinhos tintos.

Dentre eles, o destaque da banca foi o trio de Pinot Noir abaixo, que apesar de serem da mesma variedade, são muito diferentes entre si, e se complementaram super bem na degustação. O meu preferido foi o segundo ali, diga-se de passagem…

O trio de Pinots que foi destaque da Cono Sur

Mais um pouco…

Fundada em 1993 com a proposta de produzir vinhos expressivos que transmitissem o espírito e a personalidade do Novo Mundo, seu nome tem inspiração em sua posição geográfica – no Cone Sul da América do Sul. Em 1998, a vinícola passou a cultivar suas vinhas usando alternativas naturais na fertilização do solo e na prevenção de pragas e doenças e, desde então, passou a orientar sua produção para a sustentabilidade e respeito à natureza. Em 2017, a vinícola foi a primeira do Chile a receber a medalha de ouro em eficiência energética do Ministério de Energia do país. Hoje, Cono Sur possui cerca de 300 hectares de vinhedos, todos com certificação ambiental. Ano após ano, a vinícola aprimora e se compromete com o meio ambiente, sem deixar de produzir vinhos de alta qualidade.

Bodega Garzón – Uruguai

Reprodução: Site oficial da Bodega Garzon

A vinícola uruguaia Bodega Garzón veio para BH com uma grande seleção de uvas passando por Balasto, Pinot Noir (tinto e rosé), Sauvignon Blanc, Cabernet, Tannat e Merlot, apenas para citar algumas.

Além de diferentes uvas, diferentes métodos de envelhecimento e armazenamento dos vinhos estavam representados na banca da Garzon.

Mais um pouco…

Perto de vários pontos turísticos uruguaios, como Punta del Este e La Barra, Bodega Garzon é acombinação perfeita entre história e modernidade. Com mais de 220 hectares de vinhedos, Garzón foi fundada pelo empresário argentino Alejandro Bulgheroni e produz vinhos soba consultoria de Alberto Antonini, uma das maiores referências mundiais em produção de vinhos premium. Um projeto ousado, capaz de posisionar o Uruguai no mapa mundial do vinho.

Onde acho esses vinhos?

Provei muitos vinhos maravilhosos no evento, e tenho uma boa notícia para quem também ama vinhos: todas essas vinícolas podem ser encontradas no catálogo da loja da World Wine!

Pra quem é de São Paulo, Ribeirão Preto, Campinas e Rio de Janeiro podem procurar esses vinhos nas lojas físicas. Mas quem não mora nessas regiões, assim como eu, tem loja online!! Pra acessar é só clicar aqui.

Está disponível, também, a seleção do Descorchados que foi apresentada em São Paulo, no evento que contou com mais de 100 produtores.


O que acha de compartilhar esse post com seus amigos e combinar uma noite de queijos e vinhos, hein?

Até a próxima!

Carol

Olha só esses aqui também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.