a-musica-do-silencio-livro
#naspaginas,2020

A poesia prosada de A Música do Silêncio

Que gosto da principal saga de Patrick Rothfuss, vocês já devem saber! Já postei aqui sobre O Nome do Vento, e em breve teremos também um post sobre O Temor do Sábio. Mas hoje vim aqui falar sobre A Música do Silencio.

carol-veloso-lendo-a-música-do-silêncio

Patrick Rothfuss já avisa:

Diferente da saga de Kvothe, A Música do Silêncio conta um pouquinho mais sobre Auri, e sua vida no Subterrâneo da Universidade.

Um ponto muito interessante é exatamente o prefácio desse livro. O autor já deixa bem claro suas intenções e expectativas com esse livro:

“Talvez você não queira comprar esse livro.

Eu sei, não se espera que um autor diga esse tipo de coisa. O pessoal do Marketing não vai gostar. Minha editora terá um ataque. Mas prefiro ser honesto logo de saída.

Primeiro, se você não leu meus outros livros, é melhor não começar por este.”

Nisso ele realmente tem razão. Auri, a personagem principal de A Música do Silêncio precisa ser inserida primeiro no contexto da história de Kvothe e da Universidade. Se você quiser um pouquinho desse contexto, que tal ver esse post aqui

E, tem mais uma coisa que ele fala nesse prefácio e que tenho completamente que concordar:

“Segundo, mesmo que tenha lido meus outros livros, acho justo avisar que esta é uma história um pouquinho estranha. […] Não tem um monte de coisas que costuma haver em uma história clássica. E, se você estiver esperando uma continuação da história do Kvothe, não vai encontrá-la aqui.”

Como deu pra perceber, Patrick Rothfuss já começa o livro deixando bem claro que seu objetivo com A Música do Silencio não é contar a história de Kvothe por uma perspectiva diferente, e essa palavra será muito importante nesse livro.

Ressignificados, vulnerabilidade e a aura de Auri

A Música do Silêncio é um livro para pensar e sentir!

Não é realmente uma história convencional, mas Auri tem uma perspectiva única do mundo. E é exatamente a construção da personagem e do mundo através do seu ponto de vista é o que torna esse livro especial.

Entre dias de caçar, de descansar, de explorar e nomear. A história de Auri é ao mesmo tempo poética e catártica.

A forma como acompanhamos as suas explorações de sensações, sentidos e significados nos mostra o quanto, na verdade, a pessoa é profunda. Quando Patrick nos mostra os Subterrâneos através dos sentidos de Auri, percebemos que ela é muito maior do que a inocência que aparenta. Seu conhecimento do mundo é muito mais profundo e diferente. Não é a criança que aparenta ser, mas nos ensina que uma visão diferente, voltada para as pequenas necessidades, para os pequenos detalhes pode transformar o mundo de qualquer um.

De forma poética, vemos Auri abraçar em seu mundo assuntos como ansiedade, por exemplo. Achei uma forma linda e interessante de tratar assuntos que cada um de nós pode se identificar. A vulnerabilidade da nossa protagonista mostra algo aterrorizantemente belo e familiar.

Pequeno bônus divertido

Um pequeno extra/bônus do livro é Rothfuss contando sobre como foi o processo de escrita e principalmente as reações daqueles que ele escolheu para ler em primeira mão a narrativa de Auri. E pra quem já viu algum de seus vídeos (The Eolian é o principal canal do Youtube de Patrick), consegue imaginar perfeitamente suas reações a medida que ele as descreve.


E pra quem gosta de uma boa conclusão, A Música do Silencio nos deixa com um grade gancho. Mas confesso que não fiquei com a sensação de querer mais da história de forma urgente. Mas, assim como Auri, fiquei com a impressão de que tudo tem seu tempo e lugar, e apesar de não podermos controlar cada um, podemos respirar e finalizar quando é a hora certa de finalizar.

Os três livros que disponíveis no Brasil e que se passam no mesmo reino: O Nome do Vento, O Temor do Sábio e A Música do Silêncio

Pra quem quiser conhecer um pouco mais sobre Patrick e suas obras, seguem os links:

Você já leu algum dos livros de Patrick Rothfuss, ou gosta de ler livros de fantasia? Que tal indicar um aqui nos comentários enquanto aguardamos o terceiro dia das Crônicas do Matador do Rei?

Até a próxima!

Olha esse aqui tambem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.